Justiça Gratuita, de Nei Lopes – Samba e Direito

O compositor, cantor e escritor Nei Lopes, figura importante na cena musical brasileira, nos traz uma canção feita para aqueles que estão no universo do Direito: Justiça Gratuita.

A obra é leve e divertida, brincando com termos jurídicos e o cotidiano, como nos versos a seguir:

“Sumiu na poeira
Ela chama de ausente
Não pagou a conta é inadimplente
Ela diz, consultando o Código Civil
Me pediu uma grana
Dizendo que era um contrato de mútuo
Comeu e bebeu, disse que era usufruto”

Para ouvir a obra completa, recomendamos o vídeo que acompanha a letra.

 

am_cta_ebook12_novocodigocivil-1

Dê uma nota a este post!
[Nota média: 0]