O que é ESG e por que ele está em alta nos investimentos?

Escutar o texto
Voiced by Amazon Polly

Você sabe o que é ESG? Pode ser que você já tenha ouvido essa sigla no mundo dos negócios, mas não tenha entendido exatamente o que ela significa. Trata-se da abreviação em inglês de environmental, social and governance. Em português, podemos traduzir livremente a expressão para ambiental, social e governança. Na prática, ESG pode ser traduzido como um conjunto de valores éticos, em busca de uma postura mais responsável frente ao meio ambiente e à sociedade.

Essa filosofia não funciona somente por trás dos muros da empresa, mas também é necessário colocá-la em prática nos relacionamentos com clientes e parceiros. O lucro, nesse caso, continua sendo o objetivo da empresa, mas os meios para obtê-lo são aliados a práticas mais humanas e sustentáveis.

Quer entender melhor o ESG e tudo o que ele representa na prática? Acompanhe a leitura abaixo.

Quais os princípios do ESG?

Para funcionar na prática, o ESG conta com alguns princípios básicos. Entre os principais, podemos citar:

  • valores éticos — a ética profissional está acima de uma mera busca ávida pelos lucros;
  • Boas práticas — a atitude social, ambiental e de governança visa sempre o bem-estar de todos;
  • Sustentabilidade — preservar os recursos naturais é um grande desafio em uma sociedade de consumo. Levar essa prática adiante requer disciplina e persistência;
  • Responsabilidade — conforme iniciativa da ONU (Organização das Nações Unidas), os investimentos responsáveis já estão ganhando adeptos no mundo todo.

Por que o ESG está em alta nos investimentos?

De uns tempos para cá, grandes nomes do mercado vêm aderindo ao ESG. A BlackRock, por exemplo, referência em investimentos no mundo, anunciou, em janeiro, que não investiria mais em empresas que emitem muito gás carbônico. No Brasil, o termo já é conhecido por mais de 85% das empresas, que buscam, sempre que possível, colocá-lo em prática.

Tal momento coincidiu também com a chegada da pandemia do coronavírus, que exigiu das empresas uma grande capacidade de adaptação em curtos períodos, e uma valorização da simplicidade. Assim, é natural que a cada dia mais empresas busquem conhecer e aderir ao ESG.

O que os investidores ganham com isso?

A sustentabilidade é uma forma de ajudar o planeta, mas também auxilia na redução de custos e na produtividade da empresa. Isso significa que o retorno financeiro é maior, tanto para a empresa quanto para seus investidores. O ESG representa o futuro da economia, e nada melhor do que já ir se adequando a ele, como forma de diferencial e investimento a médio e longo prazo.

Como escolher essas empresas para investir?

Muitas vezes, não fica bem claro quais empresas aplicam o ESG. Isso pode dificultar um pouco na hora de escolher em quais investir. Entretanto, algumas questões podem ajudar. São elas:

  • utilize filtros — observe se a empresa dá preferência a recursos naturais renováveis, é transparente ao divulgar informações e pensa no bem-estar de clientes e colaboradores;
  • use o índice de sustentabilidade da B3 — a Bolsa de Valores lista as organizações alinhadas ao ESG. Considere essa listagem;
  • prefira empresas certificadas — busque selos como o ISO 14001, que comprovam a eficiência da empresa nesse quesito;
  • procure fundos ESG — tais fundos reúnem um banco de ações de clientes que adotam a prática. Entretanto, é necessário informar-se sobre esse mercado antes de começar a investir.

Entender o que é ESG e de que forma investir em empresas que adotam essa filosofia pode ser benéfico para você é questão de pesquisa e informação. Esperamos tê-lo ajudado nesse sentido, já que existem muitas opções que podem estar bem próximas a você.

Conheça o nosso Guia de Compliance.

Previous articleCompliance fiscal: qual sua importância e como implementar?
Next articleQuais são os 5 principais livros de compliance? Confira aqui
A equipe de Redação é formada por profissionais especializados em redação, marketing, finanças, empreendedorismo, administração e gestão. Estes profissionais são os responsáveis por criar conteúdo informativo e que ajudam a inovar e resolver problemas do mercado.