Confira agora as principais informações a carreira de Compliance Officer

Com a intensa concorrência, está cada vez mais difícil fazer com que seu escritório de advocacia se destaque no mercado. Mas as possibilidades para quem já é advogado estão se ampliando, de maneira que você pode oferecer diversas consultorias a empresas.

Você já ouviu falar em compliance officer? Esse profissional é responsável pela ética e compliance de uma empresa.

A carreira está em plena acessão no Brasil sendo algo já estabilizado e maduro nos Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e outros países. Conheça!

O que é um compliance officer?

O compliance officer é o profissional responsável por garantir que todos os regulamentos internos e externos à empresa sejam cumpridos.

A palavra “compliance” vem do verbo em inglês “comply”, que significa “cumprir”. Ou seja, é aquele que verificará o cumprimento das regras estabelecidas por clientes, fornecedores e órgãos regulamentadores.

Sua principal função é criar e gerenciar um programa de integridade de uma companhia, garantindo a ética na conduta da empresa. Essa responsabilidade exige o conhecimento de questões jurídicas, portanto, é muito comum que advogados ocupem essa função, seja como funcionário ou consultor externo.

O que faz esse profissional?

Na prática, esse profissional cria um plano de trabalho para garantir o compliance interno e externo na empresa.

Inicialmente, o profissional de compliance deve conhecer as atividades diárias da empresa, seus funcionários e investigar a que tipo de situações de risco ela está exposta, como, por exemplo, um risco financeiro. Isso faz com que o cargo seja de confiança, exigindo atuação com a diretoria da empresa.

A partir disso, seu papel é implementar um programa que informe a empresa sobre os riscos observados, exigindo o controle e o cumprimento de leis e regulamentos.

Em serviços governamentais, pode ser exigida também a fiscalização de corrupção.

A função também garante que a empresa cumpra com as regulações governamentais impostas ao setor de atuacão da empresa.

Assim, é sua função proteger a empresa ou instituição, agindo como um verdadeiro conselheiro. Mas, em casos em que ela não siga os princípios éticos necessários ou descumpra uma lei, é seu dever informar à justiça o ocorrido.

Como é possível perceber, ser um CCO demanda diversas habilidades diferentes, confira quais são elas a seguir.

Quais são as habilidades necessárias?

Como já afirmamos, o compliance officer ocupa um cargo de confiança, que exige ética. Para tal, é indispensável ter integridade. Mas não é somente isso que esse profissional precisa.

Como ele atua monitorando a empresa no geral, isso requer facilidade de comunicação e capacidade de relacionamento, já que ele deverá ser capaz de transitar por todas as áreas.

Além disso, o CCO é responsável por gerir tecnicamente a legislação de um negócio, o que exige autoridade. Mas ele não deve ser visto como um inimigo pela empresa, ou seja, aquele que só sabe aplicar leis e não defende a companhia.

Pelo contrário, deve saber negociar e ser capaz de convencer uma organização sobre a melhor atitude a ser tomada, mesmo que ela não seja a estratégia mais popular.

No dia a dia da profissão, precisará lidar não só com conhecimentos jurídicos, mas também de administração, gestão de empresas, contabilidade e finanças. Dessa forma, é um profissional multidisciplinar.

Quanto ganha um compliance officer?

Definir a renda de profissionais é sempre complexo porque ela é influenciada por fatores como:

  1. o tipo e tamanho da empresa
  2. o setor da empresa
  3. a formação e titulação do profissional
  4. a experiência prática do profissional

No Brasil, temos observado no Indeed vagas divulgadas em torno de 8 a 20 mil reais para compliance officer.

Esse profissional tem um renda em torno de 60 a 150 mil dólares nos Estados Unidos.

As empresas canadenses também pagam, dólares canadenses, em torno de 70 a 150 mil para profissionais de compliance.

Como faço para me tornar um compliance officer?

Para se tornar um compliance officer, você precisa aprimorar seus estudos e entender melhor de direito empresarial, negócios, administração e gestão de empresas.

Caso você já possua bons conhecimentos na área de direito, uma opção é procurar uma pós-graduação em MBA (Master of Business Administration), o que lhe dará uma boa visão de gestão de empresas e finanças.

Se você já tem um curso na área administrativa ou de gestão, então você pode apostar em um mestrado em ciências jurídicas. Para isso, busque um curso que lhe dê uma boa noção de ética legal, direito empresarial, direito internacional, direitos humanos e métodos como mediação de conflitos e arbitragem.

Uma alternativa interessante é procurar uma faculdade norte-americana, como a Ambra College, que lhe permitirá ter um contato direto com o tipo de gestão norte-americana de advocacia, que inclui estratégias de compliance empresarial. Hoje, você encontra cursos que podem ser realizados até mesmo a distância.

Se você está considerando se tornar um compliance officer ou ainda tem dúvidas se esse é o melhor caminho, assine nossa newsletter e acompanhe mais sobre esse e outros assuntos relacionados ao direito profissional.

Dê uma nota a este post!
[Nota média: 5]