Confira agora as principais informações a carreira de Compliance Officer

Escutar o texto
Voiced by Amazon Polly

Com a intensa concorrência, está cada vez mais difícil fazer com que seu escritório de advocacia se destaque no mercado. Mas as possibilidades para quem já é advogado estão se ampliando, de maneira que você pode oferecer diversas consultorias a empresas.

Você já ouviu falar em compliance officer? Esse profissional é responsável pela ética e compliance de uma empresa.

A carreira está em plena acessão no Brasil sendo algo já estabilizado e maduro nos Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e outros países. Conheça!

O que é um compliance officer?

O compliance officer é o profissional responsável por garantir que todos os regulamentos internos e externos à empresa sejam cumpridos esse profissional trabalha com compliance e governança corporativa.

A palavra “compliance” vem do verbo em inglês “comply”, que significa “cumprir”. Ou seja, é aquele que verificará o cumprimento das regras estabelecidas por clientes, fornecedores e órgãos regulamentadores.

Sua principal função é criar e gerenciar um programa de integridade de uma companhia, garantindo a ética na conduta da empresa. Essa responsabilidade exige o conhecimento de questões jurídicas, portanto, é muito comum que advogados ocupem essa função, seja como funcionário ou consultor externo.

O que faz esse profissional?

Na prática, esse profissional cria um plano de trabalho para garantir o compliance interno e externo na empresa.

Inicialmente, o profissional de compliance deve conhecer as atividades diárias da empresa, seus funcionários e investigar a que tipo de situações de risco ela está exposta, como, por exemplo, um risco financeiro. Isso faz com que o cargo seja de confiança, exigindo atuação com a diretoria da empresa.

A partir disso, seu papel é implementar um programa que informe a empresa sobre os riscos observados, exigindo o controle e o cumprimento de leis e regulamentos.

Em serviços governamentais, pode ser exigida também a fiscalização de corrupção.

A função também garante que a empresa cumpra com as regulações governamentais impostas ao setor de atuacão da empresa.

Assim, é sua função proteger a empresa ou instituição, agindo como um verdadeiro conselheiro. Mas, em casos em que ela não siga os princípios éticos necessários ou descumpra uma lei, é seu dever informar à justiça o ocorrido.

Como é possível perceber, ser um CCO demanda diversas habilidades diferentes, confira quais são elas a seguir.

Quais são as habilidades necessárias?

Como já afirmamos, o compliance officer ocupa um cargo de confiança, que exige ética. Para tal, é indispensável ter integridade. Mas não é somente isso que esse profissional precisa.

Como ele atua monitorando a empresa no geral, isso requer facilidade de comunicação e capacidade de relacionamento, já que ele deverá ser capaz de transitar por todas as áreas.

Além disso, o CCO é responsável por gerir tecnicamente a legislação de um negócio, o que exige autoridade. Mas ele não deve ser visto como um inimigo pela empresa, ou seja, aquele que só sabe aplicar leis e não defende a companhia.

Pelo contrário, deve saber negociar e ser capaz de convencer uma organização sobre a melhor atitude a ser tomada, mesmo que ela não seja a estratégia mais popular.

No dia a dia da profissão, precisará lidar não só com conhecimentos jurídicos, mas também de administração, gestão de empresas, contabilidade e finanças. Dessa forma, é um profissional multidisciplinar.

Quanto ganha um compliance officer?

Definir a renda de profissionais é sempre complexo porque ela é influenciada por fatores como:

  1. o tipo e tamanho da empresa
  2. o setor da empresa
  3. a formação e titulação do profissional
  4. a experiência prática do profissional

No Brasil, temos observado no Indeed vagas divulgadas em torno de 8 a 20 mil reais para compliance officer.

Esse profissional tem um renda em torno de 60 a 150 mil dólares nos Estados Unidos.

As empresas canadenses também pagam, dólares canadenses, em torno de 70 a 150 mil para profissionais de compliance.

Como faço para me tornar um compliance officer?

Para se tornar um compliance officer, você precisa aprimorar seus estudos e entender melhor de direito empresarial, negócios, administração e gestão de empresas.

Caso você já possua bons conhecimentos na área de direito, uma opção é procurar um mestrado em administração que lhe dará uma boa visão de gestão de empresas e finanças. Eventualmente, você pode também seguir direto para mestrado em compliance.

Se você está considerando se tornar um compliance officer ou ainda tem dúvidas se esse é o melhor caminho, assine nossa newsletter e acompanhe mais sobre esse e outros assuntos relacionados ao direito profissional.

Previous articleConheça 7 grandes vantagens de ser advogado
Next article5 dicas de organização para escritórios de advocacia
A equipe de Redação é formada por profissionais especializados em redação, marketing, finanças, empreendedorismo, administração e gestão. Estes profissionais são os responsáveis por criar conteúdo informativo e que ajudam a inovar e resolver problemas do mercado.