9 dicas para concurseiros

Dicas de estudos para concurseiros

Nós já falamos aqui no blog sobre filmes, sites e livros para quem está se preparando para concursos, então hoje daremos dicas para concurseiros se saírem bem.

Essas dicas são atos, que se tornarão hábitos, e ajudarão os mesmos a conquistarem bons resultados, o que obviamente, não é fácil. Para quem vai encarar os concursos, é fundamental investir nos estudos e também no preparo psicológico.

É importante, por exemplo, que o concurseiro não espere a publicação do edital para começar a estudar. Em muitos concursos, o edital poderá sair até um mês antes das provas. Uma boa saída nesse caso é incluir nos estudos a resolução de provas anteriores.

1. Rotina de Estudos

Manter uma rotina de estudos regular é fundamental, quase um pré-requisito, para quem pretende passar em um concurso.

Junto a essa rotina, também é necessário um roteiro de estudos, porque a quantidade de material de estudo para cada prova é muito grande. Planejamento, portanto, é a palavra de ordem.

2. Descansodicas para concurseiros 2

Assim como o estudo é necessário, o descanso também o é. Um concurseiro que se dá bem nas provas é aquele que dorme 8 horas por dia e faz intervalos regulares nos ciclos longos de estudo.

Não adianta ficar 8 horas seguidas todo dia lendo pois, depois de certo tempo, a cabeça fica tão cansada que esse exercício acaba sendo improdutivo. Fazer pequenos intervalos nos ciclos de estudo é uma boa dica para driblar a estafa. (Leia aqui uma técnica para ter mais produtividade nos estudos)

dicas para concurseiros3. Disciplina

Não adianta ter um bom plano de estudos e estar bem descansado, se o concurseiro não tiver disciplina de manter esse plano por meses a fio.

É preciso ter foco e estudar constantemente visando os resultados propostos no plano, sem se deixar distrair. A rotina desgasta, mas o resultado final será compensatório.

dicas para concurseiros 3

 

4 – Não viva só para os estudos

Durante a etapa de preparação para o concurso, muitos caem no erro de pensar que a vida é  isso.

Deixar de lado o tempo com os amigos e com a família é abrir mão de uma valiosa fonte de relaxamento. Focar nos estudos é importante, mas focar demais não irá trazer os resultados esperados.

5 – Tenha o hábito de manter-se bem informado

Várias carreiras públicas exigem que o candidato esteja a par dos acontecimentos atuais. Verifique em editais anteriores do concurso do qual vai participar se atualidades é uma disciplina cobrada.“É interessante focar nos acontecimentos do ano anterior e do vigente e passar a visitar dois portais de notícias todos os dias”, diz Sanchez.

Encontrou uma notícia nacional ou internacional importante e que está reverberando no momento? Faça um fichamento. Guias de atualidades também são bastante úteis para os concurseiros.

6 – Fuja de expectativas negativas sobre as disciplinas

Evite pensamentos do tipo: “odeio tal disciplina, não consigo entender” ou “nunca vou conseguir estudar aquela matéria”. “Isso é péssimo e não existe matéria que uma pessoa não possa aprender”, lembra Sanchez.

Em vez disso pense que o estudo destas disciplinas trará grande benção de conquistar a aprovação. “Programe o seu cérebro de modo positivo, pois isso sem dúvidas trará incomensuráveis benefícios”, diz Sanchez.

7 – Estabeleça mecanismos de controle de ansiedade

Esforço para controlar a ansiedade é diário e, segundo Sanchez, falhar nesta tarefa é um dos principais motivos que levam concurseiros à desistência. Aposte no diálogo com familiares, pois muitas vezes há uma carga de pressão pesada em casa. “Estude com constância até a abertura do edital, separando momentos de lazer, recreação e seguindo uma vida em que as provações não sejam exacerbadas”, diz Sanchez.

Combinar estudo com uma vida social e familiar equilibradas vai ajudar o concurseiro a manter-se motivado.

O imediatismo é principal vilão nesse caso. O caminho até a aprovação pede persistência e constância. Ficar pulando de edital em edital, preparando-se nos meses finais até a prova não ajuda em nada.

8 – Resolva provas anteriores

Elas vão dar ao concurseiro o peso de cada disciplina na seleção, além de deixa-lo familiarizado com estilo da banca responsável pela seleção. “As provas anteriores são importante para um mapeamento de quais são as matérias mais importantes a se estudar, pois são essas que devem ficar em primeiro plano”, diz Sanchez.

Mas, o concurseiro também deve estar preparado para possíveis mudanças entre um edital e outro. “Existem diferenças sobre a complexidade da prova e uma diminuição na pontuação entre um edital e outro não deve ser suficiente para atrapalhar os seus objetivos”, diz Sanchez.

9 – Coragem e disciplina

“Prefiro a palavra coragem, pois os disciplinados são aqueles que mantiverem a coragem de estudar não para passar, mas até passar, por longa data se for necessário”, diz Sanchez.

Não importa o tempo que levará até a sonhada aprovação, o concurseiro deve seguir estudando aconteça o que acontecer. Para os momentos em que a coragem faltar, o professor dá um conselho: “feche os olhos e reflita para ouvir uma voz interna dizer: tente mais um pouco”.

Para mais dicas: Exame

Essas dicas são um excelente início para que você seja um concurseiro bem-sucedido. Planejamento, execução, disciplina e descanso são os pilares para chegar lá! Bons estudos!

AM_CTA_Facebook_eBook02_FormacaoGerencial

Dê uma nota a este post!
[Nota média: 0]