7 tipos de softwares para advogados

Last Updated on

Hoje em dia, é possível contar com a tecnologia para nos auxiliar em praticamente todos os itens de nosso cotidiano. Os aplicativos nos ajudam, inclusive, a conversar de maneira mais prática e rápida, não importando a hora ou o local.

O mesmo ocorre no ambiente corporativo, pois com a tecnologia ficou muito mais fácil organizar um escritório de advocacia. É possível, assim, fazer a gestão de materiais, de pessoas, das finanças e de outros setores por meio de softwares para advogados.

Esses programas conseguem oferecer diversos benefícios, como aumentar a produtividade da equipe, as receitas, os contratos, além de promover outras vantagens de forma direta e indireta. Veja agora quais os tipos de softwares jurídicos para advogados que você pode utilizar no seu dia a dia e facilitar o trabalho!

Veja os 7 tipos de softwares para Advogados:

  1. Gerenciador de processos
  2. Automatização
  3. Gerenciador financeiro
  4. Videoconferência
  5. Informação judicial
  6. Tomada de decisão

1. Gerenciador de processos

Uma das coisas que mais atrapalham os advogados são os prazos. Perder uma data importante pode trazer grandes prejuízos e você pode até ter problemas com o contrato com o cliente.

Além disso, a sua reputação também fica em jogo, pois um cliente insatisfeito não o indicará para outras pessoas. Assim, ter um software que consiga lembrá-lo disso pode ser essencial.

Há muitos programas nos quais você pode cadastrar um determinado processo e configurá-lo para enviar lembretes pelo computador e pelo smartphone. Assim, as chances de você perder um prazo ficam bem menores e a satisfação do seu cliente aumenta.

Além disso, você passa a ter todos os processos digitalizados, podendo dar acesso aos responsáveis por cada um e fazer o monitoramento de qualquer lugar e a qualquer hora.

Fica muito mais fácil gerenciar tudo sem grandes problemas, inclusive a busca por um determinado documento, que fica mais simples de ser feita em comparação a arquivos físicos.

2. Automatização

Existem alguns procedimentos no dia a dia de um advogado que precisam ser realizados, faça chuva ou faça sol. Por exemplo, algumas comunicações internas, e-mail marketing para os clientes, controle financeiro, acompanhamento de publicações, entre outras tarefas que são diárias.

Elas podem ser facilmente automatizadas por meio de um software. Tudo o que puder ser automatizado deve entrar aqui. Isso promoverá maior produtividade e você também terá mais tempo para cuidar da sua vida pessoal, por exemplo.

3. Gerenciador financeiro

O controle das finanças precisa ser realizado em qualquer tipo de profissão. Não importa se você é autônomo ou se tem um escritório com diversos sócios: é necessário saber exatamente a receita que entra e de onde ela vem. O mesmo vale para os gastos: com os custos sendo bem monitorados é possível minimizá-los.

Ao descobrir os gargalos do seu negócio, fica mais fácil controlar o quanto cada setor gasta. Por exemplo, advogados costumam gastar uma grande quantidade de papel, mas é possível reduzir os custos desse material. A digitalização dos documentos é uma excelente alternativa.

4. Videoconferência

Trata-se de outro recurso tecnológico muito importante para um escritório de advocacia. Com a videoconferência, o profissional pode, por exemplo, atender clientes das mais diversas localidades, aumentando a quantidade de contratos e, consequentemente, as suas receitas.

Não é mais necessário se locomover para atender alguém, especialmente se você costuma contratar os serviços de um advogado correspondente.

5. Informação judicial

Existem softwares que conseguem combinar inteligência, informação judicial e gerenciamento de dados em um único sistema. Isso permite que escritórios de advocacia e departamentos jurídicos consigam atuar de maneira preventiva, tomando decisões mais estratégicas e diminuindo os riscos.

É possível reunir todas as informações judiciais relevantes em um mesmo software, sendo que tanto estruturas enxutas quanto aquelas em crescimento, ou até mesmo grandes empresas que gerenciam assuntos de alta complexidade, conseguem se beneficiar com esse tipo de tecnologia.

Afinal, quando todos os documentos e dados dos clientes estão reunidos no mesmo local, é mais fácil de localizar as informações judiciais mais relevantes.

6. Gerenciador de contratos

Muitos advogados ainda usam as planilhas tradicionais, como as que são feitas em Excel, para realizar a gestão de contratos, tarefas e projetos. Ocorre que se trata de um recurso com diversas limitações, especialmente no que diz respeito à geração de relatórios e análises estratégicas.

Contar com ferramentas, como softwares para advogados, que ajudam nesse tipo de tarefa, possibilita que o processo de gerenciar contratos seja feito com muito mais qualidade. Afinal, por meio das referidas plataformas, é possível, por exemplo, criar relatórios de análise e, ainda, visualizar e organizar todo o ciclo do contrato, a partir de sua criação.

Além disso, a gestão de contratos realizada por meio de softwares jurídicos é muito mais simples, pois todas as informações de clientes e de processos se organizam no mesmo local — o que não ocorre em planilhas tradicionais. Nesse caso, é preciso contar com arquivo físico ou uma pasta digital para armazenar documentos —, o torna o processo de localizar dados muito mais simples e ágil.

Por fim, com o software é possível, ainda, anexar documentos que comprovem o cumprimento de obrigações do contrato na própria pasta do documento. Também é possível criar lembretes com relação aos prazos para que todas as atividades sejam cumpridas sem atrasos, o que evita a aplicação de multas e outras penalidades.

7. Tomada de decisão

Existem softwares para advogados que ajudam nas tomadas de decisão do escritório de advocacia. Afinal, quanto mais dados estão à disposição do profissional, maiores são as chances de ele tomar as decisões corretas.

No entanto, somente a quantidade de dados não é garantia de sucesso. É fundamental estar atento à qualidade e à forma com que as referidas informações são filtradas.

É justamente nesse momento que um software jurídico de qualidade é capaz de ajudar, pois um bom programa é capaz de realizar o cruzamento dados e exibir, de maneira simples e objetiva, todas as informações que podem ajudar na tomada e no embasamento de decisões.

Os softwares são capazes de gerar relatórios precisos com relação a indicadores de produtividade, gestão financeira da empresa e até mesmo acompanhamento de clientes. A partir disso, as decisões são tomadas de maneira muito mais certeiras, uma vez que se baseiam em um volume maior de dados.

Assim, o uso de softwares jurídicos no dia a dia oferece uma grande agilidade e facilidade em praticamente todas as tarefas. Além de o profissional conseguir se organizar melhor, também sobra mais tempo em sua agenda para realizar outras atividades, como praticar uma atividade física e dar maior atenção a relacionamentos fora do ambiente de trabalho.

Agora que você já conhece todos os benefícios dos softwares para advogados, saiba que é fundamental escolher um bom programa para que seja possível usufruir todas as suas vantagens. Para tanto, é preciso que o profissional fique atento a itens como suas funcionalidades essenciais, integração com outras aplicações, usabilidade, atendimento ao cliente e segurança, no momento em que for escolher um software para advogados.

Conheça Aplicativos Essenciais para Advogados.