Saiba mais sobre concurso público para Advogado da União

O salário de cerca de R$ 15 mil é um dos principais atrativos para que graduados em Direito prestem o concurso público para Advogado da União. Afinal, o valor é bastante atrativo e acima da maioria dos salários pagos para advogados no setor privado.

No entanto, para obter um bom resultado nesse tipo de concurso, é preciso estar muito bem preparado, pois os cargos são muito disputados — principalmente por advogados recém-formados e que buscam uma boa colocação no mercado de trabalho.

Foi pensando em ajudá-lo a obter mais conhecimentos sobre o concurso público para Advogado da União que desenvolvemos este post. Acompanhe!

O que faz e qual é a perspectiva de carreira de um Advogado da União?

Antes de optar por prestar o concurso para Advogado da União, é preciso compreender o que faz e qual é a perspectiva de carreira desse tipo de servidor. Isso é importante para alinhar as suas expectativas e garantir que você fará algo que gosta e que também trará satisfação pessoal — e não apenas um salário alto.

O Advogado da União, de forma resumida, precisa representar judicialmente e extrajudicialmente os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, em quaisquer ações que esses sejam autores, réus ou interessados.

Em alguns casos, o profissional também pode assessorar o presidente da República em assuntos de ordem jurídica, como verificar a legalidade de propostas de leis e projetos, por exemplo.

Qual é a estrutura da prova e quais disciplinas devem ser estudadas?

A prova do concurso público para Advogado da União é composta por três partes: objetiva, dissertativa e oral.

A parte objetiva possui cerca de 200 questões, em que os candidatos precisam encontrar a resposta correta para cada pergunta. São cobrados conhecimentos do Direito nas áreas Administrativa, Constitucional, Financeira, Econômica, Civil, Tributária, Empresarial, Internacional, Pública, Penal, Trabalhista e de Seguridade Social.

Já as partes dissertativas e orais são divididas em três etapas, sendo que, em cada uma delas, é necessário redigir um parecer e responder a três questões orais. As áreas do Direito são cobradas em cada uma das etapas, da seguinte forma:

  • primeira etapa: Direito Administrativo, Constitucional, Financeiro, Econômico e Tributário;
  • segunda etapa: Direito Administrativo, Constitucional, Financeiro, Econômico, Tributário, Civil, Processual Civil, Empresarial e Internacional Público;
  • terceira etapa: Direito Administrativo, Constitucional, Financeiro, Econômico, Tributário, Penal e Processual Penal, Trabalho e Processual do Trabalho e da Seguridade Social.

Como estudar para o concurso público para Advogado da União?

Para conquistar uma boa colocação entre os muitos candidatos desse concurso, recomenda-se que você tenha uma rotina diária de estudos, dedicando cerca de 8 horas por dia para isso. Fazer cursos e ter uma pós-graduação em determinadas áreas mais cobradas também pode ser uma boa opção para ter mais sucesso.

Como vimos, o concurso público para Advogado da União é uma ótima opção para graduados em Direito devido ao seu retorno financeiro. Portanto, tenha em mente que você precisará investir um bom tempo em seus estudos para superar a concorrência e garantir o sucesso profissional.

Para se dar bem em concursos, é importante — além dos estudos — estar motivado. Por isso, recomendamos a leitura de nosso artigo sobre como vencer a desmotivação enquanto estiver estudando para concursos. Não deixe de conferir!

Dê uma nota a este post!
[Nota média: 5]