Assessoria vs consultoria jurídica: afinal, qual o papel do advogado?

O Direito é um ramo que permite que o advogado atue de diversas formas. Por exemplo, abrir o próprio escritório, exercer a advocacia pública e a consultoria ou assessoria jurídica, o que contribui para o atendimento ao cliente de forma mais efetiva e de acordo com uma demanda específica. Além disso, é uma ótima oportunidade para quem busca espaço no mercado e crescimento profissional.

A consultoria e a assessoria jurídica não são a mesma coisa e, se você pretende investir nesse segmento, preparamos este post para mostrar como funciona cada uma e suas principais diferenças. Confira!

O que é a assessoria jurídica?

A assessoria jurídica se trata do auxílio de um advogado em uma área específica do conhecimento. Sua finalidade é prestar ajuda técnica ao cliente, desde a elaboração do projeto até a realização da ação. Isso quer dizer que o assessor atua de forma operacional no problema, tanto na sua identificação como na implementação de prática para solucioná-los.

Por exemplo, podemos apontar a atuação do advogado nas ações judiciais que envolvem uma empresa, sendo necessário a presença do empresário ou gestor apenas nos casos em que eles forem imprescindíveis. Entre suas principais vantagens, estão:

  • serviço especializado;
  • atuação precisa em uma área específica;
  • atualização frequente;
  • acompanhamento das necessidades do cliente;
  • redução dos custos por não precisar criar setores para cuidar de atividades que não são as principais da companhia;
  • diminuição das falhas por falta de conhecimento técnico e teórico dos responsáveis por exercer certas atividades, sem a orientação de um advogado.

O que é a consultoria jurídica?

A consultoria jurídica representa um serviço que tem como objetivo aconselhar o cliente em relação às práticas que podem ser aplicadas para identificar e resolver problemas ou melhorar as operações do negócio.

Apesar de poder averiguar todas as questões das atividades da companhia, o consultor apenas mostra o caminho e sugere melhorias, não atuando de forma prática nas tarefas da empresa. Geralmente, esse serviço engloba análises e elaboração de pareceres, palestras, treinamentos e outras funções teóricas. Entre seus principais benefícios estão:

  • maiores conhecimentos para o negócio;
  • promoção da implementação de mudanças para alcançar certos objetivos;
  • análise de acordo com critérios específicos e experiências, trazendo para a companhia uma visão atualizada do advogado sobre o mercado;
  • aprimoramento do desempenho da instituição;
  • suporte nas tomadas de decisões por meio de conhecimentos relevantes;
  • identificação de problemas e sugestões para solucioná-los;
  • indicação de medidas com foco nos resultados e demais.

Qual é a diferença entre a consultoria e assessoria jurídica?

A principal diferença entre a consultoria e assessoria jurídica é que o consultor mostra as soluções, mas não pratica, efetivamente, a sua execução. Na assessoria, o profissional trabalha efetivamente na execução de suas ideias para solucionar os problemas identificados.

Isso quer dizer que, a consultoria está diretamente ligada aos aspectos teóricos, o que não assegura o resultado prático no final. Já a assessoria representa melhor essa prática.

Agora que você conhece como funcionam e as principais diferenças entre a consultoria e assessoria jurídica, é importante avaliar a situação e as necessidades do negócio para contratar o serviço mais adequado.

Gostou deste conteúdo? Então, leia também nossas 5 dicas para conseguir indicação de clientes na advocacia e saiba mais sobre o tema!

Finalmente, conheça o nosso Guia da Advocacia.

Gestão de Escritório de Advocacia
Dê uma nota a este post!
[Nota média: 5]