3 benefícios de atuar com a mediação de conflitos

Com o objetivo de desafogar os processos nos tribunais, a partir de 2015, o meio jurídico passou a entender como vantajoso criar alternativas extrajudiciais para que a demanda fosse reduzida. Com isso, os benefícios da mediação de conflitos começaram a chamar a atenção.

Isto porque a área de atuação recebeu incentivo forense para que fosse a via mais utilizada para a finalização dos processos, evitando, assim, desgaste do Poder Judiciário e das partes envolvidas.

Sendo assim, o mercado para profissionais especializados em intervir em conflitos se expandiu e muito nos últimos anos, abrindo um nicho muito interessante para os advogados, principalmente para aqueles que desejam atuar diretamente na defesa de processos.

Ainda ficou na dúvida se vale a pena mesmo investir nessa área? Então confira a seguir alguns benefícios da prática e comece já a procura por especializações dentro da mediação de conflitos!

1. Área de atuação ampliada

É natural para quem busca formação em direito direcionar o olhar para as áreas mais tradicionais de atuação, mas a mediação pode trazer uma nova visão sobre a condução dos processos.

Nesse sentido, é preciso se desfazer do pensamento comum de que advogados “partem para a briga” ao assumirem os processos. Pelo contrário. O mediador tem justamente a função de conciliar os desejos tanto de quem pediu reparo quanto de quem foi impelido a fazê-lo.

Essa medida acaba por beneficiar a todos, pois traz a solução do problema de forma mais ágil e menos desgastante. A prática não elimina a advocacia tradicional, mas traz um diferencial importante para quem enfrenta um processo, seja de qual lado estiver.

2. Tempo otimizado

Este talvez seja um dos principais benefícios da mediação de conflitos, pois, ao resolver os processos de forma mais ágil, você terá mais tempo para se dedicar a outros processos ou até mesmo a outras atividades, sejam elas profissionais, sejam pessoais.

Hoje em dia, em uma época de velocidade acelerada, o tempo passou a ter um valor precioso, e a mediação adquire um papel importante, pois “encurta” o tempo para determinada ação, otimizando o trabalho.

3. Maior remuneração

O profissional mediador tem uma habilidade muito comemorada no meio jurídico, que é a de intermediar uma situação evitando o conflito, ou seja, saber como agir sem se deixar influenciar pelas partes, o que o torna desejado pelo mercado.

Além de resolver um maior número de processos, já que a mediação proporciona um encerramento abreviado para o caso, o profissional pode, dessa forma, agregar mais trabalhos a sua pasta, gerando maior rendimento.

Além disso, um profissional especialista da área geralmente tem um valor diferenciado, que pode ir de R$ 40 a hora e chegar até R$ 900 em algumas empresas privadas.

Viu como os benefícios da mediação de conflitos podem ser uma grande sacada profissional dentro da advocacia? Então comece agora mesmo a procura por cursos que podem ajudá-lo a promover uma arrancada profissional!

Caso você queria destacar-se em relação aos demais profissionais da áreas, considere conquistar um título de mestre cursando um mestrado em mediação e solução de conflitos.

Se interessou pelo assunto e quer saber mais? Então veja algumas dicas de como fazer uma boa mediação de conflitos em casos familiares.

Dê uma nota a este post!
[Nota média: 5]