4 dicas do que não fazer no atendimento ao cliente em advocacia

De atendimento bom todo mundo gosta, não é mesmo? Isso não é diferente quando estamos falando de atendimento ao cliente em advocacia. Oferecer à clientela um excelente serviço, desde o primeiro contato, pode ser seu grande diferencial em relação a outros escritórios.

Isso vale, especialmente, para os advogados que acabaram de chegar ao mercado. Para atender aos clientes da melhor forma possível, além de saber o que deve ser feito, é preciso saber o que não fazer. E é justamente sobre isso que vamos falar agora! Acompanhe!

1. Ter uma apresentação ruim

Quando se trata de um serviço, o que temos para vender é a nossa imagem. Apresentar-se de forma ruim pode fazer que o cliente não apareça mais. O primeiro passo, então, é ter uma boa aparência.

Esteja sempre bem vestido. De preferência, use roupa social para dar um ar de profissionalismo e passar mais segurança para o cliente. Preste atenção também no estado da vestimenta: se está desbotada, manchada, descosturada e afins. Os detalhes são muito importantes.

Outro item significativo é o aspecto visual. Os homens precisam estar sempre com a barba e o cabelo bem cortados. Já as mulheres devem se preocupar em não exagerar na maquiagem e nos acessórios: quanto mais discretos, melhor.

2. Guiar as reuniões de forma errada

Quando você vai se reunir com um cliente, precisa ser muito seguro. Isso depende bastante do seu conhecimento, mas também do planejamento e da preparação para aquele momento.

O tempo, por exemplo, precisa ser gerenciado constantemente. O cliente tem uma agenda cheia e quer que aquele período seja curto, porém, bem aproveitado. Portanto, faça uma reunião objetiva e apresente documentos com informações detalhadas para que os participantes leiam depois, em um momento mais oportuno.

Dê também a oportunidade para que o cliente possa falar e tirar todas as dúvidas que tiver. Esse ponto é primordial, já que ele é a sua prioridade.

3. Explicar os serviços de maneira incompleta

Todo serviço oferecido deve ser minuciosamente explicado — não apenas no contrato, mas pessoalmente.

As informações principais, como prazos e pagamentos, devem ser acordadas com antecedência e todos os procedimentos precisam ser esclarecidos.

Por exemplo, é necessário explicar cada etapa do processo ao cliente e informar a ele o que pode acontecer a partir de determinado ponto. Jamais tente enganá-lo nem omita informações para que ele contrate seus serviços.

As consequências podem ser desastrosas. No fim das contas cometer esse erro pode significar um número menor de clientes. Evite isso aprendendo a captar clientes na advocacia.

4. Deixar de cumprir os prazos

Eis um péssimo hábito que muitos profissionais têm e que precisa ser mudado urgentemente. Assim como você, seu cliente também tem outras necessidades e uma agenda cheia de compromissos. Ele conta com o prazo dado pelo seu escritório para seguir adiante.

Portanto, nunca informe uma data sem ter certeza de que pode cumpri-la. Os processos costumam ser demorados e muitos dependem da assinatura de um juiz, que pode estar de férias, por exemplo. Assim, a ação pode demorar mais do que o normal. Sempre deixe o cliente informado de todos os acontecimentos para que ele fique mais tranquilo.

Quer receber mais dicas sobre o atendimento ao cliente em advocacia e outras que podem ajudá-lo a ter mais sucesso no seu escritório? Então assine a nossa newsletter!

Dê uma nota a este post!
[Nota média: 5]