Auditoria externa: o que é e qual a sua importância?

Escutar o texto
Voiced by Amazon Polly

Um dos principais objetivos de uma boa gestão é o cumprimento das obrigações empresariais. É fundamental que as finanças da empresa estejam alinhadas às normas envolvidas no negócio. Para garantir esse alinhamento, é preciso minimizar os riscos e buscar soluções. Nesse sentido, a auditoria externa exerce um papel fundamental.

Essa atividade traz mais segurança jurídica para a organização, pois seu principal objetivo é dar mais credibilidade às demonstrações financeiras da empresa auditada. Por isso, entender de modo detalhado como esse serviço funciona é importante para alcançar o máximo de benefícios oferecidos por essa prática.

Deseja saber mais sobre a importância da auditoria externa para o ambiente empresarial? Siga a leitura deste artigo que preparamos sobre o assunto!

O que é a auditoria externa?

Trata-se de uma atividade que analisa as demonstrações contábeis da organização para identificar possíveis falhas. Para isso, são utilizados alguns procedimentos técnicos e, ao final, é emitido um parecer informando se os dados estão de acordo com os princípios fundamentais e as normas da contabilidade do país.

Assim, a função da auditoria externa (também conhecida como independente) é examinar e atestar a integridade e veracidade das contas de uma companhia. Cabe ressaltar que o auditor externo não tem nenhum vínculo com a empresa auditada. Por ser um profissional independente, os resultados são isentos de interesse ou influência, portanto, mais fidedignos.

Qual é a importância da auditoria externa?

Essa atividade funciona como um atestado da integridade da empresa, ou seja, ela confirma que a organização segue as boas práticas contábeis. Seu principal objetivo é comprovar a veracidade dos registros contábeis. Dessa forma, a auditoria externa traz algumas vantagens, como:

  • aumentar a confiança da empresa perante o público externo;
  • colaborar para a cultura da governança corporativa;
  • comprovar a exatidão dos registros contábeis.

Assim, ela contribui com os controles internos, pois qualifica as informações que são usadas internamente. Dessa forma, a auditoria externa também auxilia no planejamento estratégico do negócio. Outro ponto de extrema importância nessa prática é o seu caráter de validação, pois os números da empresa ganham mais solidez perante potenciais interessados no negócio.

Como ela funciona na prática?

Para entender como funciona o programa de auditoria externa, é importante compreender a prática dessa atividade. A primeira ação do auditor é analisar o controle interno da empresa, pois é assim que ele conhece mais sobre a atividade do cliente e qual é o tipo de negócio.

Com isso, ele poderá interpretar quais são as normas de contabilidade aplicáveis para aquele caso. A partir daí, o auditor analisa quais são os riscos para traçar um plano para minimizá-los. Para isso, ele toma como base um estudo inicial e solicita à empresa uma amostragem das operações.

Elas serão cuidadosamente analisadas em busca de qualquer falha nas demonstrações financeiras. Ao identificar algum erro, o auditor pode solicitar a adoção das correções necessárias. Por fim, ele emitirá um relatório em que dirá se as operações analisadas estão em consonância, ou não, com as normas contábeis.

O que diz o resultado de uma auditoria externa?

É por meio do parecer dos auditores que o resultado da auditoria é apresentado. Esse documento pode apresentar diferentes conclusões, como:

  • parecer sem ressalva — atesta que as informações analisadas estão em conformidade;
  • parecer com ressalva — informa a ocorrência de pequenos erros que precisam ser corrigidos;
  • parecer adverso — atesta que as demonstrações não estão em conformidade com as normas contábeis;
  • parecer com abstenção — informa que não foi possível analisar suficientemente as demonstrações contábeis da empresa, por isso, o auditor se abstém de emitir qualquer opinião.

A empresa que contrata a auditoria externa demonstra sua preocupação com a veracidade e confiabilidade das suas operações contábeis, pois os demonstrativos financeiros ganham mais confiança após a implementação desse programa. Dessa forma, para os profissionais interessados na prevenção e correção de erros de contabilidade, é fundamental compreender o assunto com mais profundidade.

Gostou das dicas que demos neste artigo? Para se aprofundar mais sobre o tema, conheça as principais diferenças entre auditoria externa e interna!